Entendendo a capacidade (mAh) e a eficiência de carga dos Powerbanks

User Application Requirement
Updated 05-23-2019 18:07:01 PM
This Article Applies to: 

Um equívoco comum:

A unidade milli ampere-hour (mAh) é geralmente usada para descrever a capacidade de uma bateria. Um equívoco comum é que nós podemos simplesmente dividir a capacidade da bateria do smartphone/tablet para descobrir quantos ciclos podemos usar um powerbank para carregar um dispositivo (smartphone/tablet).

 

Capacidade e energia são conceitos diferentes:

Simplificando, Ampere-Hour (mAh) é uma medida de carga elétrica, que representa a capacidade de uma bateria, enquanto Watt Hour (Wh) é uma medida de energia elétrica.

Watt-Hour = Ampere-Hour x Voltage

 

Um powerbank de 10400mAh significa que, este powerbank pode fornecer uma carga total de 10400mAh a uma voltagem específica.

Quanto a uma bateria de Litium-ion a maior parte de sua carga é trocada em cerca de 3,7V. Assim, a energia total da bateria de 10400mAh é teoricamente 10400mAh x 3,7V = 38480mWh, aproximadamente 38mWh.

 

Como estimar um ciclo de carga de um powerbank:

Utilizaremos o powerbank TL-PB10400 V1 como exemplo.

TL-PB10400_V1 consiste em uma bateria de Lítium-ion de 10400mAh. Quando nós usamos o TL-PB10400 para carregar outros dispositivos, como o uso de muitos outros produtos do powerbank, a tensão da carga de saída é convertida para 5V.

Portanto, o total de carga de saída elétrica disponível é 38480mWh / 5V = 7696mAh na teoria.

O circuito internet deve consumir um pouco de energia para que a eficiência não seja 100%.

Dado que a eficiência de descarga real do TL-PB10400 é de cerca de 90% abaixo da corrente de 1A, o TL-PB10400 pode realmente "puxar" uma carga elétrica total de 7696mAh * 0,9 = 6926mAh.

Nota: A eficiência de descarga é inferior a 90% sob corrente de 2A.

Agora, você pode dividir 6926mAh pela capacidade do seu smartphone para descobrir o ciclo de carga.

Por exemplo, 6926mAh deve ser capaz de carregar um dispositivo de 2600mAh. Para 6926mAh / 2600mAh = 2.66 vezes. Mas isso ainda está nas condições ideais.

De fato, os circuitos internos de conversão dentro do smartphone/tablet também deve consumir alguma energia. Como resultado total, apenas parte da carga elétrica empurrada pelo powerbank entrará na bateria do smartphone/tablet. Então você terá menos de 2,4 ciclos, como no exemplo acima.

Outra coisa é que diferentes dispositivos podem ter uma eficiência de carregamento diferente dependendo do design interno, portanto o ciclo de carregamento pode ser diferente entre dois dispositivos que possuem a mesma capacidade de bateria.

Além disso, consome mais energia por LED, tela Wi-Fi, CPU entre outros componentes. Se o smartphone estiver operando ou executando programas em segundo plano durante o carregamento o que faz com que a eficiência da carga seja menor.

A eficiência da carga final de outros dispositivos recarregáveis (smartphones/tablets) também está sujeita ao seu próprio design para os mesmos princípios descritos acima.